Aperfeiçoe o seu Jiu-Jitsu da Faixa Branca a Faixa Preta.

Aperfeiçoe o seu Jiu-Jitsu da Faixa Branca a Faixa Preta.
Tudo que você precisa saber para dar inicio, a pratica do Jiu-Jitsu, estruturando os alicerces que vão sustenta-lo com firmeza até a FAIXA PRETA.

 

Iniciantes, em qualquer área, costumam desperdiçar força e energia, faz parte do jogo. No Jiu-Jitsu, isso ocorre quando tentam aplicar golpes cujo ajuste é precário. Na ânsia de finalizar o oponente, o iniciante não percebe o quanto está se prejudicando com esse tipo de ataque. Seus antebraços queimam, o fôlego se esgota e o adversário não se sente ameaçado, pelo contrário, tira proveito da situação, ajeitando-se com calma para vencer. De repente vem a instrução do professor: “Enfia a mão primeiro, depois você dá o aperto”.

 

A finalização não acontece por etapas isoladas. É uma espécie de “processo continuo”, uma cadeia de movimentos, cada um levando ao seguinte, numa progressão incessante. Essa cadeia de movimentos deve respeitar uma ordem lógica de prioridades: antes vêm os ajustes, só depois o bote deve ser aplicado. Inverter essa equação pode transformar um movimento ofensivo num grande fiasco técnico. A afobação do iniciante é uma prova disso. Depois de ouvir a instrução do mestre, o atleta toma fôlego e refaz o ataque, agora aprofundando as mãos nas golas inimigas. Sem precisar desperdiçar força, chega a finalização desejada.

 

Talvez seja por isso que dizem que o Jiu-Jitsu não é um esporte que depende de força e de pujança física, mas sim um bocado de “jeito”. Existe melhor tradução para “jeito” do que “bons ajustes”? “A grande virtude técnica de um FAIXA PRETA não é a quantidade de golpes que ele conhece, mais sim a experiência que ele tem na aplicação de cada golpe”, analisa Carlos Gracie Jr. “O iniciante ainda não conhece as minúcias dos encaixes, o timing dos apertos, ele ainda não sabe o que melhor funciona de acordo com o biótipo do adversário, entre diversas outras coisas”.

 

Em Resumo: a diferença técnica entre um FAIXA PRETA e um Faixa Branca está no ajuste dos golpes. Todo mundo está apto a conhecer um armlock, basta assistir a vídeos na internet. Não queremos dizer que a teoria é irrelevante, pelo contrario, é também fundamental. Mas quando falamos de ajustes, estamos falando de pratica. E não exatamente de pratica de repetição de golpes (o que também é fundamental, claro). Falamos, sobretudo, de pratica de luta.

 

Quem luta sabe que a aplicação de um armlock varia, por exemplo, conforme as características físicas de cada adversário. A matemática de um braço curto é completamente diferente da matemática de um braço de maior envergadura. A musculatura, a flexibilidade, a agilidade… Enfim, são diversos os fatores que se combinam numa situação real de combate, daí o diferencial de um atleta com maior experiência, ele já viveu aquilo diversas vezes, já “SENTIU” aquilo, portanto, tem mais consciência dos ajustes necessários para que o golpe funcione. Isso é o que distancia um lutador experiente de um iniciante.

 

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *