Guia Completo sobre 16 tipos de Guarda no Jiu-Jitsu.

Guia Completo sobre todos os tipos de Guarda no Jiu-Jitsu.

Este artigo vai apresentar tudo o que você precisa saber sobre a guarda do Jiu-Jitsu, quais os tipos, seus pontos fortes e seus pontos fracos, esperamos que aproveite!

O que é guarda?

Fazer guarda é algo básico de qualquer arte marcial e que todo lutador tem que aprender a fazer, seja ele lutador de boxe, karatê, Muay thai, Jiu-Jitsu.

Fazer guarda, por princípio é fazer uma defesa, da mesma forma que os “Guardas e as Tropas” protegem um castelo de algum ataque inimigo, você tem que se proteger dos ataques do seu oponente, fazendo guarda.

Cada arte marcial, possui uma maneira diferente de fazer guarda, no Boxe, a guarda é feita utilizando os braços e os punhos, no Muay Thai a guarda é feita utilizando os braços, os punhos e as pernas, e no Jiu Jitsu a guarda é feita, basicamente, utilizando as pernas e os braços.

Continue lendo que você vai conhecer quais são os principais tipos de guarda no Jiu Jitsu, e como são utilizados.

Quais os tipos de guarda no Jiu-Jitsu

O Jiu Jitsu é uma arte marcial completa, e por ser completa, dependendo da circunstância da luta e da forma com que o adversário estiver atacando, você pode utilizar um dos diferentes tipos de guarda que iremos ver a seguir.

Guarda Fechada

Guarda Fechada

Guarda fechada é quando um dos lutadores envolve as pernas pela cintura do oponente, cruzando os dois pés ” fechando a guarda“.

A guarda fechada é um dos primeiros movimentos que o faixa branca de Jiu-Jitsu aprende, é uma posição onde se mantém um certo controle sobre sobre o corpo do adversário, ficando com os braços livres para trabalhar ataques como estrangulamentos e chaves de braço. Por ser uma guarda que utiliza as duas pernas presas, dificulta as fugas de quadril para efetuar raspagens e ataques mais elaborados.

Guarda Aberta

Guarda Aberta

Guarda aberta por conceito é toda a guarda que não é fechada 😉 Podendo ser guarda laço, guarda aranha, De la Riva entre outras. Quem está fazendo guarda busca ter domínio do adversário, sem prende-lo entre suas pernas e sem cruzar os dois pés.

Meia Guarda

Meia Guarda
A meia guarda sempre existiu no Jiu-Jitsu, era uma posição em que o guardeiro utilizada como transição para poder fazer a guarda fechada. Até que Roberto Gordo da Gracie Barra, começou a atacar finalizações e raspagens desta guarda, a partir disto, ela evoluiu e se tornou uma das posições com mais variações do Jiu-Jitsu.

A Meia guarda, é a posição onde o Guardeiro domina uma das pernas do Passador utilizando suas duas pernas. É uma posição com um leque infinito de possibilidades tanto para o Guardeiro quanto para o Passador.

Meia Guarda Profunda (Deep)

Meia Guarda Profunda

A Meia Guarda Profunda (deep), é uma variação da meia guarda normal, onde o Guardeiro além de dominar uma das pernas, ele “se aprofunda” e trás o passador para cima , mantendo dominada a outra perna ou a lapela do passador. A Meia Guarda Profunda, é uma posição muito utilizada para pegar as costas, onde o guardeiro, gira por dentro das pernas do passador, fazendo pegada e indo para as costas, e também utilizada para transição para colocar a Guarda X.

Guarda Aranha

Guarda Aranha

 

A Guarda Aranha, consiste em dominar ambas as mangas do adversário, colocar os pés na altura do bíceps do Passador, estendendo uma das pernas e flexionando a outra. Para manter o domínio do Adversário, a extensão e a flexão de pernas deve ser alternada. Esta guarda possui diversas possibilidades de ataque, sendo muito trabalhadas raspagens e ataques como omoplata, triângulo.

Guarda Meia Aranha

Guarda meia Aranha

É uma posição criada no Jiu-Jitsu moderno, que possui princípios de Meia Guarda e de Guarda Aranha. Consiste em basicamente em dominar uma das pernas do Passador com a sua perna de dentro, e com a perna de fora, colocar o pé no bíceps do adversário.

Guarda Laço / Lasso Guard

Guarda Laço

A guarda laço ou Lasso Guard como é conhecida fora do país, trata-se de uma guarda onde são dominados os dois braços do oponente, uma das pernas gira por fora do braço e é colocado o pé em forma de ganho por trás do tríceps/axila do adversário, enquanto o outro pé fica no quadril. Existem muitas raspagens feitas desta posição, e ela também é muito utilizada para a finalização omoplata.

Guarda De La Riva

Guarda De La Riva

Criada em meados dos anos 80, a guarda De La Riva, leva esse nome para homenagear o seu criador, o mestre Ricardo De la Riva. A guarda De la Riva, foi uma revolução para o Jiu Jitsu na época, pois a maioria dos lutadores, jogava justo diminuindo a distancia. E De la Riva para manter a distancia e não ser amassado pelos adversários, começou a controlados a distancia, utilizando um ganho em uma das pernas, e controlando o adversário com a outra perna. No inicio esta guarda era chamada de “guarda pudim”, pois os adversários ficavam desequilibrados e balançando igual a um pudim quando esta guarda era utilizada. Mas foi quando Ricardo De la Riva utilizando sua guarda venceu, o até então invicto Royler Gracie, que a imprensa começou a chamar de Guarda De La Riva.

Guarda X

Guarda X

A guarda X é uma guarda exclusiva para raspagens, as opções de ataques para finalizar o adversário são remotas. Para fazer a guarda X, você deve abraçar uma das pernas do adversário e traze-la próximo ao seu pescoço, com a mão que abraçou a perna, você deve fazer pegada na sua lapela. Com as duas pernas você deve cruza-las em forma de X na outra perna do adversário, com a mão que estiver solta você deve trabalhar pegadas nas mangas, na faixa ou na lapela. Neste momento seu adversário estará totalmente desequilibrado, momento ideal para efetuar a raspagem.

Guarda Borboleta

Guarda Borboleta

A guarda borboleta é uma Guarda aberta, porém sentada, onde o guardeiro não coloca as costas no chão. Consistem colocar os dois pés juntos (sola do pé com sola do pé), e ficar na posição parecida com a do alongamento Borboleta.
As mãos e os braços devem trabalhar da seguinte forma, com uma das mãos deve-se dominar um dos braços do oponente, e com a outra mão esgrimar o outro braço e fazer pegada na faixa ou nas costas. Esta posição é limitada em termos de finalização, porém guilhotinas, leg-locks e mão de vaca podem funcionar.

Guarda Tartaruga

Guarda Tartaruga

Com um falso aspecto de “estou me defendendo”, quem faz a guarda tartaruga pode optar por fazer diversos ataques, seja capotar um adversário mais pesado, seja abraçar uma das pernas e quedar, ou até mesmo rodar e atacar um abraço. Este posição é onde o guardeiro fica de 4 apoios, e se fecha totalmente, evitando estrangulamentos e a pegada pelas costas.

Guarda Emborcada

Guarda Emborcada

A guarda emborcada era uma posição muito utilizada por campeão mundial Roberto “Roleta”, e atribuem a ele a criação desta guarda. Trata-se de uma guarda que exige extrema flexibilidade, pois trata-se de uma posição feita depois que o passador tem domínio da faixa ou do fundilho da calça, erguendo o guardeiro, fazendo com que suas pernas fiquem próximas aos seus ombros. O guardeiro, não deixa executar o movimento completo de capotagem, mantendo-se com a guarda.

Guarda 50/50

Guarda 50/50

A guarda 50/50 (fifith / fifith), é interessante pois os dois atletas estão fazendo guarda. E é conhecida por este nome por fornecer a ambos as mesmas possibilidades de ataques e defesas. Ela acontece quando os dois atletas cruzam as pernas entre si, de dentro para fora. Por ser uma posição difícil de atacar e difícil de sair, muitos competidores repudiam a utilização desta guarda, por acharem uma posição de amarração e a consideram como anti-jogo.

Guarda Tornado

Guarda Tornado

Posição que exige flexibilidade de cervical e força na lombar, a guarda tornado, posição predileta de Roberto Cyborg Campeão do ADCC 2013, é capaz de arremessar pra longe até os mais pesados passadores. Ela consiste em deixar uma perna entre as pernas do adversário, rodar com o quadril para o lado oposto, segurar um dos braços e pendular com a outra perna até conseguir raspar. Posição difícil de se fazer, pois exige um misto de força e flexibilidade.

Worm Guard / Guarda com lapela

Guarda com lapela

A Worm Guard (A tradução literal é algo como “Guarda Verme” ou “Guarda Minhoca”), que eu prefiro chamar de guarda com lapela, é a guarda do momento. Keenan Cornelius criou, e utilizou no Pan Americano 2014 e no Campeonato Mundial 2014, onde surpreendeu vários atletas, inclusive alguns de renome internacional.
Trata-se de uma guarda complexa, que é feita a partir de um misto de guarda laço e guarda De la Riva. Para executa-la, é necessário dominar uma das lapelas, fazer a guarda laço na lapela dominada, passar a lapela debaixo da perna oposta do oponente, fazer pegada nesta lapela com a mão do mesmo lado que fez a guarda laço, e com a outra perna vai trabalhando a guarda De La Riva e outros ganchos.
Em breve, faremos um post especial sobre esta guarda.

Rubber Guard (Guarda Borracha)

Guarda Borracha

 

A Rubber Guard ou Guarda borracha, é uma guarda com a origem desconhecida mas que foi utilizada pela primeira vez por Nino Schembri nos anos 90. Nino usava esta guarda para fazer uma das suas finalizações favoritas a Gogoplata. Trata de uma variação da guarda aberta, onde utiliza-se uma das pernas e o braço oposto a perna escolhida (ex: Se for utilizar a perna esquerda, utiliza-se o braço direito). Cruza-se a perna pelas costas do adversário segurando com o braço, a palma da mão deve ficar virada pra cima, e o antebraço deve ficar na lateral do pescoco. Esta guarda ajuda a manter o adversário dominado e com a postura “quebrada”. Royce Grace, tambem foi um dos grandes utilizadores deste tipo de guarda.

Fonte do Artigo Muito mais Ação Jiu-Jitsu

 

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *