Johnson confirma aposentadoria, e lamenta não ter enfrentado Jon Jones

Derrotado por Daniel Cormier pela segunda vez na disputa do cinturão dos meio-pesados no UFC, Anthony Johnson decidiu se aposentar das artes marciais mistas. Após o revés por finalização, neste sábado, no UFC 210, ‘Rumble’ ressaltou o desgaste da carreira de lutador e descartou a continuidade no esporte em outra modalidade – foi especulado que ele jogaria pelo Los Angeles Rams, na NFL.

“São apenas negócios. Quero fazer algo além de ir para a academia todos os dias e socar, chutar e rolar com outro cara. Eu pratico esporte desde os oito anos, e isso cansa. É o momento de seguir para algo diferente. Não direi algo melhor, mas diferente. Não estou vou jogar pelos Rams. Seria a mesma coisa que isso. É absolutamente insano”, comentou.

Anthony Johnson ainda lamentou a atuação contra Cormier. A exemplo do primeiro duelo, que valeu o cinturão vago dos meio-pesados, em 2015, ele demonstrou ímpeto na trocação e levou perigo. No entanto, ‘DC’ conseguiu levar a melhor com a estratégia, vencendo ambas as lutas por finalização.
“Eu me senti ótimo na luta. Eu treinei bastante, e vocês viram o ‘Rumble’ tentando arrancar cabeças e dando o máximo no octógono. Eu fui lá e fiz o que sempre faço. A estratégia era vencer. Manter minha postura e controlar o ritmo da luta. Mas, no meio da luta, eu saí dos trilhos e comecei a jogar o jogo dele, que era wrestling. Eu estava bem, estava ótimo. Não me senti cansado. Ele me derrotou. Não tiro os méritos dele”, analisou.

Johnson admitiu decepção por não ter enfrentado o ex-campeão dos meio-pesados, Jon Jones.  “Eu sou um macho alfa, e ele é um macho alfa. Eu queria ver o que podia fazer contra ele. Tenho quase certeza que ele queria ver o que poderia fazer contra mim. Vocês da imprensa falaram muito sobre isso, e que eu era o cara para derrotá-lo. Não sei se fico mais triste ou decepcionado pelos fãs. Eu sei que eles queriam muito ver isso. Todos falaram dessa luta, mas nunca aconteceu. Talvez, se eu decidir voltar, nós podemos lutar em peso-pesado ou algo do tipo”, concluiu.

Fonte da Notícia: www.superesportes.com.br

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *