Jon Jones deixa ranking do UFC e jura pelos filhos que não usa esteroide

Jon Jones

Depois de ter a vitória por nocaute sobre Daniel Cormier anulada e transformada em No Contest (sem resultado), perder o cinturão dos meio-pesados – que voltou para o antigo campeão -, Jon Jones sofreu outra punição pelo doping no UFC. Flagrado com o esteroide Turinabol, usado para ganho de massa muscular, na véspera da revanche contra DC, em Anaheim, Califórnia, ‘Bones’ foi retirado do ranking oficial do Ultimate Fighting Championship.

Jon Jones deixou a lista dos 15 melhores, tanto no chamado ‘peso por peso’, que leva em consideração todas as divisões, quanto nos meio-pesados, onde reassumira o posto de campeão. Ele voltara ao ranking logo após ter sido liberado da suspensão de um ano, também por doping, antes da luta contra Daniel Cormier no UFC 200, em julho do ano passado.
O doping com Turinabol foi confirmado após divulgação da contraprova de exame de urina. Jon Jones ainda corre o risco de ser punido por até quatro anos de suspensão, já que é reincidente – foi o terceiro caso do agora ex-campeão dos meio-pesados no UFC. O caso está sob análise da Agência Antidoping dos EUA, a USADA, e também da Comissão Atlética da Califórnia, que regulamentou o UFC 214, que teve a revanche diante de Daniel Cormier na luta principal.
Inocência
Jon Jones se manifestou pela primeira vez depois que a contraprova do exame foi divulgada. Por meio do Twitter, ‘Bones’ garantiu ser inocente e fez até um juramento envolvendo os próprios filhos. “Cara, a verdade é que eu jamais usaria esteroides, eu juro pelos meus filhos e juro por meu Pai no Céu”, escreveu o polêmico lutador. (Fonte da Notícia: www.superesportes.com.br)

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *