Jon Jones é suspenso por um ano pela USADA devido ao caso de doping antes do UFC 200

Jon Jones

Jon Jones ficará afastado do octógono por um tempo bem acima do esperado. O campeão interino dos meio-pesados foi suspenso por um ano por causa do caso de doping antes do duelo contra Daniel Cormier no UFC 200, que seria em julho passado e acabou cancelada. ‘Bones’ recebeu a sentença da Agência Antidoping dos EUA, a USADA, nesta segunda-feira. Ele ainda será julgado pela Comissão Atlética de Nevada, o que poderá resultar no aumento da pena.

Jon Jones foi flagrado com bloqueadores de estrogênio, Clomiphene e Letrozole, em exames supervisionados pela USADA no dia 16 de junho, período fora de competição para a luta contra Daniel Cormier. ‘Bones’ estava afastado de forma preventiva e agora, com a suspensão de um ano, só poderá retornar ao octógono do UFC em julho de 2017 – a punição é retroativa à data em que ele foi pego no teste.

O UFC se manifestou sobre a punição a Jon Jones por meio de comunicado oficial. A companhia não contestou a decisão da USADA, e ainda concordou com o fato de que os lutadores precisam se orientar melhor sobre as substâncias consideradas ilegais no esporte.

“O UFC está ciente da sanção de um ano para Jon Jones como resultado de sua violação da política antidoping do UFC decidida por um painel de arbitragem formado por três pessoas nesta segunda-feira. O UFC ainda foi informado que a punição começa a ser contada a partir da data de 6 de julho de 2016. Apesar da decisão não indicar nenhuma evidência de que Jones utilizou as substâncias de forma intencional, destacamos que é preciso sempre ter cuidado para não deixar que essas substâncias proibidas entrem no seu organismo”.

Jon Jones enfrentaria Daniel Cormier em revanche, valendo o cinturão unificado dos meio-pesados. ‘Bones’ era o campeão linear e teve o título cassado depois de se envolver em um acidente de carro que resultou em fratura no braço de uma jovem grávida, em Albuquerque (EUA). DC aproveitou a chance e faturou a cinta ao finalizar Anthony Johnson, em maio de 2017. No primeiro duelo, Jones ganhou do maior desafeto por decisão unânime, em janeiro de 2015.

Fonte da Notícia: www.superlutas.com.br

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *