Nocauteada em 48seg, Ronda Rousey recebe 15 vezes mais que Amanda Nunes no UFC 207

Apesar da tentativa fracassa de recuperar o cinturão do peso galo, Ronda Rousey embolsou o maior salário do UFC 207 – e um dos maiores já pagos na história da organização. Nocauteada por Amanda Nunes, atual detentora do título, na luta principal do evento em Las Vegas, ‘Rowdy’ faturou pagamento de US$ 3 milhões (cerca de R$ 9,8 milhões). A ex-campeã ainda faturou um percentual relativo à venda de pacotes pay per view, mas os valores não foram divulgados.

A bolsa de Ronda foi menor somente que a de Conor McGregor no UFC 205: US$ 3,5 milhões. O irlandês já havia chegado à casa dos US$ 3 milhões na revanche contra Nate Diaz, que recebeu US$ 1 milhão a menos, na ocasião. Abaixo na lista está o astro Brock Lesnar. No retorno ao octógono depois de cinco anos, o ex-campeão dos pesados recebeu US$ 2 milhões na luta contra Mark Hunt, no UFC 200.

Com sucesso na primeira defesa de cinturão, Amanda Nunes recebeu pagamento 15 vezes menor que Ronda Rousey. A baiana teve pagamento de US$ 200 mil (R$ 326 mil), sendo metade do valor como bônus pela vitória. A ‘Leoa’ ainda levou o prêmio extra de US$ 50 mil (R$ 146 mil) como Performance da Noite pelo nocaute aplicado em apenas 48seg.

A brasileira também recebeu US$ 40 mil (R$ 130 mil) como patrocínio da Reebok, US$ 10 mil a mais que ‘Rowdy’ nesse quesito. Os ganhos de Amanda Nunes com pay per view também não foram divulgados.

Fonte da Notícia; www.superesportes.com.br

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *