Robert Whittaker sofre lesão no joelho e pode ficar afastado até janeiro de 2018

Depois de conquistar o cinturão interino peso médio e garantir a disputa do título unificado contra o campeão linear, Michael Bisping, Robert Whittaker recebeu uma péssima notícia. Com lesão no joelho esquerdo, o neozelandês radicado na Austrália corre o risco de ficar afastado do octógono até janeiro de 2018, o que atrasaria a definição do novo ‘dono’ da divisão até 84kg.

Logo depois de vencer Yoel Romero por pontos, no UFC 213, em Las Vegas, e receber o cinturão interino do presidente do UFC, Dana White, Whittaker já teve uma bolsa de gelo colocada no joelho esquerdo. Nesta quarta-feira, a Comissão Atlética de Nevada divulgou a lista de suspensões médicas, com o australiano correndo risco de longo afastamento.

Whittaker terá que apresentar um exame de ressonância magnética e, dependendo do resultado, poderá ser liberado antes do prazo de 4 de janeiro de 2018. O campeão interino já foi afastado por, no mínimo, 8 de agosto. E terá que ficar sem contato físico até 30 de julho.

Além de Whittaker, outros atletas que participaram do UFC 213 receberam mesmo tempo de suspensão médica: os pesos pesados Travis Browne e Curtis Blaydes, além do ex-campeão peso leve Anthony Pettis. Todos estão na mesma situação do campeão interino e dependem de liberação médica para retornar antes do prazo.

Entre os brasileiros que lutaram no evento, Thiago Marreta terá que parar até 23 de agosto, para tratar lesão no olho direito. Ele ficará sem contato físico até 8 de agosto. Já Douglas D’Andrade recebeu suspensão médica até 8 de agosto. Fabricio Werdum, por sua vez, se afasta até 8 de agosto.(Fonte da notícia: www.superesportes.com.br)

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *