Ronaldo Jacaré cogita aposentadoria se não disputar o título

Enquanto aguarda a sua vez de disputar o cinturão dos médios, Ronaldo Jacaré não esconde a insatisfação com a sua situação no UFC. Número três no ranking da divisão, o brasileiro já viu lutadores “furarem a fila” diversas vezes. Em entrevista ao site “MMA Fighting”, o peso-médio, que está se mantendo ativo na divisão, cogita aposentadoria caso não ganhe a oportunidade de lutar pelo título:

“Estou feliz por estar lutando, mas eu não tenho nenhum problema em parar de lutar. Eu parei de competir no jiu-jítsu em 2005, quando eu estava no topo da minha carreira. Se eu achar que é demais para mim e que está me enchendo o saco, posso parar de lutar. É isso aí. Eu posso abrir minha própria academia, ganhar tanto dinheiro como eu ganho em luta e ser feliz. Eu tenho esse sonho de ter minha academia, então, não tenho problema em parar de lutar. Eu posso dar aula e tenho certeza que vou ter muitos alunos. Façam os cálculos: 400 alunos treinando comigo.”

O próximo compromisso do brasileiro será diante de Robert Whittaker no UFC on Fox 24, dia 15 de abril, em Kansas City, nos Estados Unidos. Apesar de garantir que está com fome de luta, Ronaldo Jacaré conta quais são os lutadores que ele gostaria de enfrentar:

“Estou com fome de luta. Todo mundo vê que estou animado, que quero lutar, Infelizmente, não é a luta que eu queria. Eu queria o Luke Rockhold, todo mundo sabe disso. Todo mundo sabe que eu pedi o Yoel Romero também. Eu vou dizer a verdade, o único cara no UFC que eu realmente não quero lutar é o Gegard Mousasi, porque ele é “encrenca”. Eu lutei com ele, mas a verdade é que eu estava em um bom dia, e ele não estava em um dia bom. Ele vai mostrar isso a todos quando ele lutar com Chris Weidman. Você vai ver o quão bom é Mousasi.”

Fonte da Notícia: www.mmaspace.net

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *