Ronda Rousey, Bethe Correia e Dana White falam sobre Fallon Fox

Fallon Fox antes e depois

Fallon Fox tem causado polêmica no MMA feminino desde sua estreia, em 2012, por ser transexual algumas lutadoras, como Ronda Rousey, Miesha Tate e Bethe Correia, já se manifestaram contra a participação dela em lutas contra mulheres, até o próprio presidente do UFC, Dana White deu a sua declaração quando Fallon Fox conseguiu sua licença para lutar na categoria feminina, Fox não luta desde 13 de Setembro de 2014, mas por esses dias ela se tornou bem popular aqui no Brasil com vídeos circulando nas redes sociais, confira abaixo a opinião de cada um deles:

Ronda Rousey em 2014 deu a seguinte declaração:

Ronda Rousey“Cada caso é um caso, você realmente tem que ficar atento a isso, mas no caso de Fallon Fox eu acho que ela tem uma vantagem injusta. Trata-se de algo fora do seu controle, mas que infelizmente é sua condição. É lamentável, especialmente por suas concorrentes também”, disse Ronda, em entrevista ao site norte-americano “TMZ”.

Além de se posicionar, a loira também justificou seu ponto de vista. “Eu acho que é uma daquelas situações em que é preciso analisar cada caso. Na verdade, eu tentei pesquisar muito e sinto que se você passar pela puberdade como um homem, é algo que você não pode realmente reverter. Mas há pessoas que passam por terapia de reposição hormonal desde antes disso até quando são maiores de idade, e elas podem fazer uma decisão sobre a mudança de sexo depois. Isso seria aceitável, porque eles já não desenvolveram a estrutura óssea de um homem. Você não pode simplesmente reverter isso. Não há nenhum botão ‘desfazer’”, alegou.

Bethe Correia em 2014 deu a seguinte declaração:Bethe Correia

Desculpa, Fallon Fox, um corpo de uma transexual nunca responderá 100% igual ao de uma mulher! Realidade! – disparou em sua conta no Twitter.

Miesha Tate em 2013 deu a seguinte declaração:

Miesha TateEu não tenho nada contra pessoas transgênero, você deve viver sua vida como quiser. Eu não me sentiria confortável em lutar com alguém que é uma mulher, mas teve o desenvolvimento como um homem. Eu simplesmente não acho que seria seguro para as mulheres. Eu tenho muitas perguntas e não sinto que houve pesquisas suficientes para com certeza dizer que ela não tem vantagens contra uma mulher, minha preocupação é que ela passou pela puberdade como um homem. Isso muda a densidade óssea? Isso muda seu corpo? Eu entendo que ela quer ser vista como uma mulher. Por mim tudo bem, mas não está bem se você pode ter uma vantagem física e pode realmente machucar alguém”.

Dana White em 2013 deu a seguinte declaração:

Dana WhiteEntenda isso primeiro: todo mundo que Fallon Fox enfrentou tem um cartel negativo. Então antes de você pensar em lutar ou não no UFC, ou se ele era um homem e agora era uma mulher, ele está enfrentando garotas que tem mais derrotas que vitórias. Antes de você ficar todo louco sobre ele lutar ou não no UFC, ele está tão longe de estar no UFC que não tem nem graça – comentou White, em entrevista ao programa de rádio “Abe Kanan Show”.

Joe Rogan apresentador do UFC deu sua declaração em 2013:

Joe Rogan“Em primeiro lugar, ela não é realmente “ela”. Ela é uma pessoa transgênero, a operação não afasta a sua densidade óssea. Isso não muda. Você olha para as mãos de um homem e você olha para as mãos de uma mulher e elas são construídas diferentes. Elas são mais grossas, elas são mais fortes, seus pulsos são mais grossos, seus cotovelos são mais grossos, suas articulações são mais espessas, a função mecânica do soco, um homem pode fazê-lo muito mais do que uma mulher pode, “. Algumas pesquisas recentes indicaram que mesmo que algumas mulheres trans tenham menos força muscular e densidade óssea do que homens, ambas são ainda maiores do que em mulheres antes do tratamento médico.

Ex lutador Matt Mitrione em 2013 deu a seguinte declaração:

Matt MitrioneMatt Mitrione , em uma aparição no The MMA Hour , expressou várias observações em relação à Fox, incluindo dizer que Fox era “ainda um homem” e chamando Fox de “embaraço” e “mentiroso, doente, sociopático Desagradável “. O UFC “ficou consternado com os comentários transfóbicos” dele, e, referindo-se a si mesmo como “um amigo e aliado da comunidade LGBT “, imediatamente suspendeu Mitrione e multou-o por um montante não revelado. No dia seguinte, a Fox emitiu uma resposta afirmando que Mitrione “me atacou pessoalmente como lutador, como mulher e como ser humano”.

Como falamos no inicio da postagem, Fallon Fox não luta desde 13 de Setembro de 2014, mas por esses dias ela se tornou bem popular aqui no Brasil com vídeos circulando nas redes sociais, Fox em 2006 viajou para Bangkok na Tailândia, para ser submetida a cirurgias de reatribuição de gênero, aumento de mama e cirurgias de transplante de cabelo no Hospital Nacional de Bangkok e em 17 de maio de 2012 fez a sua primeira luta de MMA na categoria feminina.
Confira: Saiba mais sobre Fallon Fox

Comentários facebook :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *